O desert rock latinoamericano de ‘Patagonia’, novo álbum do Blind Horse

Após a estreia em 2015 do EP “In the Arms of Road”, quando o Blind Horse ganhou repercussão internacional ao ser considerado uma das melhores bandas da nova safra de proto metal pela revista inglesa Classic Rock, o quarteto do Rio de Janeiro lança pelo selo Abraxas o seu novo disco: “Patagonia”. O álbum abre com a faixa-título, uma extensa viagem musical pelas paisagens da estepe patagônica, povoada por cavalos selvagens, pumas, condores, uma fauna e flora duras, resistentes à imensidão do deserto latinoamericano do extremo sul. Mas mesmo nesta paisagem desértica, o Blind Horse finca suas raízes fundo no peso do hard rock setentista.
Cerca Valle Encantado - Patagonia
Foto: Sergio Suárez. O vocalista do Blind Horse, Alejandro Sainz, coleta imagens para o novo clip.
Neste seu primeiro álbum, a banda viaja pela estepe, mas também vai às ruas tomadas por protestos, gás lacrimogêneo e bombas de efeito moral; caminha por vielas expressionistas e boêmias do Rio, como gatos por sonhos; vai buscar raízes ainda mais profundas em campos de algodão e de trabalhos forcados, pagando tributo ao velho blues. Patagonia, Stun Bomb Blues, Rock and Roll Me, Noite Estranha e Soul Locomotive são as faixas que formam todas estas paisagens musicais com muito peso e intensidade, para terminarem no apocalipse existencial da psicodélica Los Heraldos Negros.
A capa do disco mostra cavalos selvagens à noite na estepe da Patagonia argentina e dá ainda mais densidade estética ao disco. Trata-se do mágico clique do fotógrafo uruguaio Eliseo Miciu, que vive em San Martín de los Andes, na Argentina, e que agora se dedica exclusivamente à fotografia artística, após já ter trabalhado para a National Geographic e outras diversas agências e companhias internacionais.
img_characters8
Eliseo Miciu em ação.
Com Alejandro Sainz nos vocais, violäo e gaita, Eddie Asheton no baixo, Rodrigo Blasquez na guitarra e Maicon Martins na bateria, além da participação especial de Ronaldo Rodrigues nos teclados (das bandas de prog rock Arcpelago e Caravela Escarlate) e a produção de Sergio Filho, o Blind Horse forjou um primeiro álbum que foge às delimitações muito estritas de estilo e lembra a envergadura de discos clássicos como “In Rock” do Deep Purple ou “Physical Graffiti” do Led Zeppelin, e toda a sonoridade criativa dos pesos pesados dos primórdios da década de 70.
O disco “Patagonia” inicialmente foi lançado na apenas online, mas numa parceria dos selos Abraxas, Tropical Fuzz Fever Records, Rock Station e Dinamite, muito em breve o disco estará disponível no formato físico.
Clique na imagem abaixo e escute “Patagonia” agora:
Patagonia Streaming

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s